Notícias
06 de dezembro de 2018

Vertcoin pode ter perdido mais de US$ 100.000 em ataque de 51%

A Vertcoin (VTC) foi vítima de um ataque de 51%, com algumas estimativas sugerindo que as perdas já ultrapassaram US$ 100.000 como resultado de transações de gasto duplo na .

É o exemplo mais recente de um ataque de 51%, que é quando atacantes assumem o controle da participação majoritária de uma rede.

Esse novo ataque acaba refletindo as fraquezas inerentes ao modelo proof of work (prova de trabalho) usados por diversas blockchains.

De acordo com uma publicação no Medium feita por Mark Nesbitt, foi um engenheiro de segurança da Coinbase que identificou o ataque. A exigência de “honestidade” na prova de trabalho continua a ser a principal vulnerabilidade que permite ataques deste tipo. Ele escreveu:

“A ‘honestidade’ de mais da metade da rede é um requisito fundamental para a segurança do [BTC] e qualquer Protocolo de Prova de Trabalho de com base em [BTC]. A ação honesta, nesse contexto, significa seguir o comportamento descrito no white paper. Isso às vezes é descrito como um ‘risco de segurança’ ou ‘vetor de ataque’, mas é descrito com mais precisão como uma limitação conhecida para o modelo de prova de trabalho.”, explica o autor.

“O não cumprimento deste requisito quebra várias garantias fundamentais do protocolo , incluindo a irreversibilidade das transações”, afirmou Nesbitt.

O ataque segue a vários outros ataques semelhantes neste ano, incluindo aqueles que afetam o MONA, BTG e XVG. Segundo Nesbitt, isso demonstra a vulnerabilidade da chamada ‘cauda longa’ dos ativos de criptografia, bem como as fragilidades do sistema de prova de trabalho.

Leia também  Político russo propõe que banco central siga liderança do Japão para legalizar o Bitcoin

O artigo no Medium continua “Esses ataques ao VTC não são os únicos exemplos de um ataque bem-sucedido de 51% e de gastos duplos. Ataques de 51% ocorreram no BTG, XVG e MONA no início deste ano. Este é apenas outro incidente que mostra que existem agentes de ameaças que possuem recursos e são sofisticados o suficiente para executar esse tipo de ataque.

“Esta recente onda de ataques bem-sucedidos de 51% tem implicações significativas no que é frequentemente chamado de “cauda longa” dos ativos de . Há um grande número de criptomoedas, incluindo muitas baseadas em [BTC], que implementam seus próprios protocolos de prova de trabalho na blockchain. Observadores da indústria afirmaram que esses ativos têm as mesmas propriedades que o SegWit. Esta alegação foi inegavelmente comprovada como falsa.”, concluiu Nesbitt em seu artigo.

Com ataques desse tipo se tornando cada vez mais comuns, parece que investidores em criptografia mais desavisados ​​serão pegos investindo em tokens inseguros.

Leia também  Após Bitfinex, Exchange Bitcoin chinesa suspende transferências bancarias

Fonte: Vertcoin pode ter perdido mais de US$ 100.000 em ataque de 51%