Notícias
11 de janeiro de 2019

Exchange brasileira desta os 5 criptoativos que serão destaque em 2019

Atenção: o Criptomoedas Fácil não recomenda quaisquer investimentos, sendo o caráter deste artigo exclusivamente informativo. Os destaques colocados abaixo são opinião da exchange brasileira Coinext.

Depois de uma alta histórica em 2017 e um ano inteiro de baixa em 2018, o Bitcoin, e com ele todo o mercado dos criptoativos, atraiu muita atenção de investidores por todo o mundo e, mesmo com os preços despencando ao longo do último ano, especialistas apontam que o interesse neste mercado não diminui, embora tenha assustado um número enorme de pequenos investidores de varejo. Mas o que esperar de 2019?

A palavra de ordem para o próximo ano, segundo a Coinext, exchange de criptoativos nacional, é consolidação, tal qual ocorreu no passado com as empresas  .com e, neste período, somente os projetos consistentes e rápidos sobreviverão. Neste cenário, a corretora brasileira destaca os cinco criptoativos que ela acredita que serão destaque ao longo de 2019.

 “São análises que contribuem para que mais pessoas tomem boas decisões de investimento. Claro que é fundamental o estudo prévio e o acompanhamento do mercado, além da análise dos aspectos de segurança e das taxas praticadas pelas diversas corretoras de criptomoedas existentes no mercado. Os criptoativos como todo investimento tem os seus riscos”, revela José Artur Ribeiro, CEO da Coinext.

1 – Bitcoin (BTC)

Até o final de 2019, o Bitcoin continuará sendo a maior criptomoeda em valor de mercado, embora seguirá perdendo a predominância para outras criptomoedas. Mas o que faz o Bitcoin ser promissor? A crescente chegada de recursos de fundos institucionais (ex. Fundos de pensão; Fundos soberanos; etc) no mercado de criptomoedas; A adoção da Lighting Network , ou seja, adoção de uma rede de micropagamentos instantâneos entre usuários com custo muito baixo, alta confiabilidade e uma consolidação do Bitcoin como reserva de valor no caso de uma potencial crise financeira global.

2 – Ripple (XRP)

Ativo que dominará a infraestrutura do sistema bancário e este processo tende a ser mais rápido do que os próprios bancos anunciam. Grande parte da comunidade de criptomoedas e blockchain possui aversão à Ripple por tratar-se de uma criptomoeda, de certa forma, centralizada e cuja geração de “base monetária” é ilimitada. No entanto, o ódio por parte da comunidade não faz desta criptomoeda menos promissora. Há indícios de que a Ripple e o Western Union estão juntando-se para substituir a rede Swift.

3 – Ethereum (ETH)

Ainda manterá  a relevância em 2019, mas perderá valor de mercado para a EOS. O Ethereum está em uma situação bem desafiadora. Muitas ICOs sangrando, dúvidas sobre a escalabilidade da tecnologia e projetos de “Blockchain 3.0” como EOS batendo forte na canela. Mas a verdade é que o ETH tem enorme liderança sobre todas as outras plataformas em termos de “network effect”. A pergunta que todos os desenvolvedores fazem é: o Ethereum conseguirá melhorar sua escalabilidade antes da EOS? Vale apostar com responsabilidade e ver o que acontece.

4 – EOS

Se tornará o principal sistema operacional de aplicativos corporativos do Ocidente. Se formos ver um Uber, um Facebook ou um Twitter descentralizados, eles serão desenvolvidos com EOS. A blockchain da EOS apresenta altíssimo desempenho e é capaz de escalonar para lidar com os altos volumes de transação a nível corporativo. Desenvolvedores do Ethereum podem facilmente migrar seus projetos para a rede EOS. Na briga entre ETH e EOS, vale pagar para ver quem irá ganhar.

5 – Stellar (XLM)

Será a principal plataforma de meios de pagamento via blockchain. Sabe-se que sistemas de pagamento e infraestrutura bancária são claramente áreas a serem atacadas pelas criptomoedas. Neste sentido, existem dois principais atores: Ripple e Stellar. A Ripple deverá manter-se como tecnologia líder para as operações de liquidação bancária, enquanto para todo o resto, a Stellar deverá assumir a posição dominante. Assim como a Ripple, as transações com Stellar são praticamente gratuitas e em altíssima velocidade. Aqui estão algumas áreas que vejo o token XLM da Stellar ganhando grande participação no mercado: bancarizando a população desbancarizada; remessas internacionais de pequeno valor; utilização por micro e pequenos varejistas; possível opção para captação via ICO (projetos bem sucedidos para Mobius, Kin e Smartlands).

Fonte: Exchange brasileira desta os 5 criptoativos que serão destaque em 2019