Notícias
07 de novembro de 2018

Braziliex, Mercado Bitcoin e BitcoinTrade são as primeiras exchanges a anunciarem suporte ao hard fork do Bitcoin Cash no Brasil

As exchanges brasileiras Braziliex, Mercado Bitcoin e BitcoinTrade foram as primeiras plataformas nacionais a anunciarem suporte ao hard fork do Bitcoin Cash. Ambas empresas conversaram exclusivamente com o Criptomoedas Fácil e revelaram terem seguido a tendência global ao suportar as implementações propostas pela equipe Bitcoin ABC.

“Ainda estamos definindo os últimos detalhes junto ao nosso CTO, mas, assim como aconteceu com o hard fork que originou o Bitcoin Cash, neste atual evento, devemos suspender depósitos e retiradas um dia antes do fork [14 de novembro] e aguardar a estabilização da rede principal para retomar nossos serviços em BCH. Inicialmente, não pretendemos dar suporte à nova moeda que pode surgir da bifurcação [Bitcoin SV]. Aqui na BitcoinTrade, adicionamos o Bitcoin Cash recentemente e estamos monitorando as atividades para garantir que tudo aconteça da melhor forma para o usuário, por isso, ainda temos feito ajustes na implementação. No momento em que suspendermos as retiradas e depósitos, vamos fazer um snapshot de todos os saldos e observar o desenvolvimento da nova bifurcação para ai então desenvolver uma estratégia para liberar os novos saldos em SV, caso a nova rede assim permita”, destacou Daniel Coqueri, cofundador da  BitcoinTrade.

A Braziliex também suspenderá os depósitos e saques em BCH para garantir que nenhum recurso de seus usuários seja comprometido.

“A Braziliex desde de início se destacou como a plataforma com o maior portfólio de altcoins sendo negociadas diretamente em reais.  Sempre estamos atentos aos pedidos dos nossos usuários para listagem de novas moedas e temos acompanhado de perto os desdobramentos da possível bifurcação da blocckhain do Bitcoin Cash, e os impactos que isso pode ter no mercado. Informamos que devido a este acontecimento iremos interromper depósitos e saques de BCH a partir do dia 14, e só retornaremos após a estabilização da rede”, afirmou Ricardo Rozgrin, fundador da Braziliex.

No caso da Mercado Bitcoin, a exchange publicou seu posicionamento em seu blog oficial e destacou que vai pausar os depositos e retiradas 3 horas antes do hard fork, “Duas vezes por ano, o Bitcoin Cash é submetido a um processo de atualização do protocolo, conhecido como “hard fork”. Entretanto, ao contrário das últimas atualizações dessa rede, essa próxima proposta possui divergências em relação ao caminho escolhido, o que pode resultar em divisões na rede, semelhante ao que houve entre Bitcoin e Bitcoin Cash no início de Agosto. Nossa principal preocupação é com a sua segurança. Com isso em mente, nosso plano para acompanhar o evento é: pausar envios e recebimentos de Bitcoin Cash com até 3 horas de antecedência ao hard fork; pausar negociações de Bitcoin Cash com até 30 minutos de antecedência ao hard fork. Essas pausas serão mantidas até que se verifique a segurança, normalização e estabilidade da rede.”, disse e empresa

Como tem mostrado o Criptomoedas Fácil, no dia 15 de novembro, a blockchain do Bitcoin Cash (BCH), provavelmente, será dividida em duas redes, gerando uma nova criptomoeda chamada Bitcoin SV (Satoshi Vision). A proposta de bifurcação é liderada por Craig Wright, da nChain. A proposta de Wright envolve, primeiramente, não aplicar as mudanças programadas pela equipe Bitcoin ABC, (versão 0.18.0), e, em seu lugar, implementar outras mudanças como blocos de 128MB e reintroduzindo os chamados “opcodes Satoshi” – OP_MUL, OP_INVERT, OP_LSHIFT e OP_RSHIFT – e mais que o dobro do número máximo de opcodes por script para 500 de 201. Wright lançou esta semana a versão 0.1.0 do SV que já está disponível no GitHub.

Fonte: Braziliex, Mercado Bitcoin e BitcoinTrade são as primeiras exchanges a anunciarem suporte ao hard fork do Bitcoin Cash no Brasil